Companhia

O Teatro do Noroeste - CDV é a companhia profissional de teatro residente no Teatro Municipal Sá de Miranda em Viana do Castelo.
     

Teatro Municipal Sá de Miranda
Sede do Teatro do Noroeste - CDV
 
 

O Teatro do Noroeste – Centro Dramático de Viana, CRL., companhia profissional de teatro residente no Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo, fez a sua estreia pública em 6 de Dezembro de 1991, com o espetáculo “Amor de D. Perlimplim Com Belisa Em Seu Jardim”, de Federico Garcia Lorca, no âmbito do Centro Cultural do Alto Minho, autonomizando-se como cooperativa em 1994. Em 2009 foi-lhe concedido o estatuto de Pessoa Coletiva de Utilidade Pública.

Em 2013, pela primeira vez em 21 anos, o Teatro do Noroeste – Centro Dramático de Viana, CRL. não foi contemplado com qualquer apoio financeiro por parte da tutela.

Mas, apesar de tal, o Teatro do Noroeste – Centro Dramático de Viana, CRL. logrou prosseguir as suas atividades fundamentais de criação artística e desenvolvimento de públicos, levando a cabo uma exigente reestruturação que salvaguardou os postos de trabalho dos colaboradores. Paralelamente, iniciou a reabilitação e requalificação da companhia profissional de teatro, com o objetivo de recuperar apoios institucionais e financeiros indispensáveis para a continuação do desenvolvimento daquele que é o mais antigo projeto profissional de criação artística em atividade no Alto Minho.

Atualmente, o Teatro do Noroeste – Centro Dramático de Viana, CRL.. conta com o apoio da Câmara Municipal de Viana do Castelo, da rede TEIA – Teatro Em Iniciativa Associativa, das empresas Europa C. & Kraft, Crédito Agrícola - Caixa do Noroeste, assim como com o apoio de um conjunto de parceiros locais, constituído por empresas da região de Viana do Castelo.

Em 25 anos de atividade realizou 132 produções, a que assistiram 590.240 espetadores, em mais de 3.477 representações, com textos de 68 dramaturgos, 27 dos quais portugueses, em que colaboraram 289 atores, 26 encenadores e mais de 60 outros criadores, entre músicos, cenógrafos e demais técnicos.